Home > Notícias > O filme “Paraty, Cultura em Verde e Azul” ganhou a Arara de Ouro

Search
Filter by Custom Post Type
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in comments
Search in excerpt

Atalhos de busca: Hospedagem, Gastronomia, Eventos, Passeios, Praias, Centro Histórico

{ "homeurl": "https://www.paratyonline.com/jornal/", "resultstype": "vertical", "resultsposition": "block", "itemscount": 5, "imagewidth": 70, "imageheight": 70, "resultitemheight": "auto", "showauthor": 0, "showdate": 0, "showdescription": 1, "charcount": 3, "noresultstext": "Sem resultados.", "didyoumeantext": "Você quis dizer:", "defaultImage": "https://www.paratyonline.com/jornal/wp-content/plugins/ajax-search-pro/img/default.jpg", "highlight": 0, "highlightwholewords": 1, "openToBlank": 1, "scrollToResults": 1, "resultareaclickable": 1, "autocomplete": { "enabled": 1, "googleOnly": 0, "lang": "pt", "mobile": 1 }, "triggerontype": 1, "triggeronclick": 1, "triggeronreturn": 1, "triggerOnFacetChange": 1, "trigger": { "delay": 300, "autocomplete_delay": 310 }, "overridewpdefault": 0, "override_method": "post", "redirectonclick": 0, "redirectClickTo": "results_page", "redirect_on_enter": 0, "redirectEnterTo": "results_page", "redirect_url": "?s={phrase}", "settingsimagepos": "left", "settingsVisible": 0, "hresulthidedesc": "1", "prescontainerheight": "400px", "pshowsubtitle": "0", "pshowdesc": "1", "closeOnDocClick": 1, "iifNoImage": "description", "iiRows": 2, "iiGutter": 5, "iitemsWidth": 200, "iitemsHeight": 200, "iishowOverlay": 1, "iiblurOverlay": 1, "iihideContent": 1, "loaderLocation": "auto", "analytics": 0, "analyticsString": "", "show_more": { "url": "?s={phrase}", "action": "ajax" }, "mobile": { "trigger_on_type": 1, "trigger_on_click": 1, "hide_keyboard": 0 }, "compact": { "enabled": 0, "width": "100%", "closeOnMagnifier": 1, "closeOnDocument": 0, "position": "static", "overlay": 0 }, "animations": { "pc": { "settings": { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "results" : { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "items" : "fadeInDown" }, "mob": { "settings": { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "results" : { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "items" : "voidanim" } }, "autop": { "state": "disabled", "phrase": "poco", "count": 10 } }

O filme “Paraty, Cultura em Verde e Azul” ganhou a Arara de Ouro

A produção resultou premiada no TourFilm Brazil 2011 como melhor filme na Categoria Lusofonia. Na noite do sábado 21 de maio, foi realizada a cerimônia de premiação do TourFilm Brazil – Festival de Filmes de Turismo, no auditório da FIESC, em Florianópolis.

O evento, em sua segunda edição, recebeu 496 inscrições, sendo 169 delas provenientes da América do Sul e Caribe e 110 da Europa. Países como a Índia, Polônia, Jordânia, Moçambique, República Checa, Camboja, Birmânia e Uganda também participaram do evento que mostrou as mais belas imagens turísticas do mundo.

Do Brasil, 24 estados mais o Distrito Federal participaram da edição deste ano. O evento faz parte do circuito mundial de festivais membros do Cifft (Comité International des Festivals du FilmTouristique, com sede em Viena, Áustria), que acontece em 13 cidades do mundo.

O filme “Paraty, Cultura em Verde e Azul” recebeu a Arara de Ouro como melhor filme na Categoria Lusofonia (melhor filme entre todos os países de língua potuguesa). Paraty esteve presente na cerimônia de premiação representada por Dax Goulart (Paraty CVB) e Bernadete Passos (Casa Azul). Em uma cerimônia clássica e digna de Oscar, os vencedores foram anunciados e premiados com estatuetas – Araras de Ouro, Prata e Bronze.

O grande vencedor do festival  foi o filme  “México em tus sentidos”, do México, ganhador do Grand Prix Brasil. O filme recebeu a Arara vermelha e está automaticamente selecionado para concorrer no Grand Prix do Cifft, em Viena, na Áustria, em novembro de 2011, ao prêmio de melhor filme de turismo do mundo.

Um júri internacional, presidido pelo cineasta francês Georges Pessis formado por profissionais de renome como Ewa Kotus, da Polônia, Francisco Dias e Raul Neves, de Portugal, Juan Francisco Rivero Dominguez e Xosé Manuel Iglesias, da Espanha, Julio Cesar Debali Infante, do Uruguai, Lee W. Gluckman Jr., dos Estados Unidos e pelos brasileiros Zeca Pires, Elizete de Azevedo Kreutz e João Luiz dos Santos Moreira escolheu os melhores filmes.