Home > Eventos > Festas Religiosas > Festa do Divino em Paraty foi adiada

Search
Filter by Custom Post Type
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in comments
Search in excerpt

Atalhos de busca: Hospedagem, Gastronomia, Eventos, Passeios, Praias, Centro Histórico

{ "homeurl": "http://www.paratyonline.com/jornal/", "resultstype": "vertical", "resultsposition": "block", "itemscount": 5, "imagewidth": 70, "imageheight": 70, "resultitemheight": "auto", "showauthor": 0, "showdate": 0, "showdescription": 1, "charcount": 3, "noresultstext": "Sem resultados.", "didyoumeantext": "Você quis dizer:", "defaultImage": "http://www.paratyonline.com/jornal/wp-content/plugins/ajax-search-pro/img/default.jpg", "highlight": 0, "highlightwholewords": 1, "openToBlank": 1, "scrollToResults": 1, "resultareaclickable": 1, "autocomplete": { "enabled": 1, "googleOnly": 0, "lang": "pt", "mobile": 1 }, "triggerontype": 1, "triggeronclick": 1, "triggeronreturn": 1, "triggerOnFacetChange": 1, "trigger": { "delay": 300, "autocomplete_delay": 310 }, "overridewpdefault": 0, "override_method": "post", "redirectonclick": 0, "redirectClickTo": "results_page", "redirect_on_enter": 0, "redirectEnterTo": "results_page", "redirect_url": "?s={phrase}", "settingsimagepos": "left", "settingsVisible": 0, "hresulthidedesc": "1", "prescontainerheight": "400px", "pshowsubtitle": "0", "pshowdesc": "1", "closeOnDocClick": 1, "iifNoImage": "description", "iiRows": 2, "iiGutter": 5, "iitemsWidth": 200, "iitemsHeight": 200, "iishowOverlay": 1, "iiblurOverlay": 1, "iihideContent": 1, "loaderLocation": "auto", "analytics": 0, "analyticsString": "", "show_more": { "url": "?s={phrase}", "action": "ajax" }, "mobile": { "trigger_on_type": 1, "trigger_on_click": 1, "hide_keyboard": 0 }, "compact": { "enabled": 0, "width": "100%", "closeOnMagnifier": 1, "closeOnDocument": 0, "position": "static", "overlay": 0 }, "animations": { "pc": { "settings": { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "results" : { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "items" : "fadeInDown" }, "mob": { "settings": { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "results" : { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "items" : "voidanim" } }, "autop": { "state": "disabled", "phrase": "poco", "count": 10 } }

Festa do Divino em Paraty foi adiada

Ainda sem nova data marcada, a festa, declarada patrimônio cultural imaterial do Brasil, é realizada todos os anos no mês de maio.

O evento religioso oferece shows musicais, a tradicional Gincana, missas, ladainhas, o Show de Calouros, leilões, rifas, bingos, o Almoço do Divino, danças típicas e muito mais!

festadivinoparaty_mosaico

Durante a Festa do Divino em Paraty, o Centro Histórico e seus arredores se transformam para receber fiéis e turistas mesclando devoção e entretenimento, religião e cultura.

A Festa é um símbolo da relação que se estabelece com o Divino e também a ocasião de confraternização de variados grupos sociais onde todos participam, seja nos atos litúrgicos associados às figuras do festeiro e do Imperador, seja nos divertimentos, garantindo assim a identidade, individual e coletiva, através de uma memória comum, herdada e transmitida.

A Festa do Divino é atribuída à Rainha Isabel (1271-1336). Chegou ao Brasil trazida pelos colonizadores e acontece em Paraty desde o século XVIII.

Realizada no dia de Pentecostes (50 dias após a Páscoa), homenageia à Terceira Pessoa da Santíssima Trindade. Pelas suas enormes proporções, envolvendo praticamente toda a comunidade, começa a ser organizada um ano antes de sua realização: escolhido pela Paróquia, um “festeiro” administra dezenas de voluntários – às vezes mais de um para cada atividade, seja religiosa ou profana.

Veja fotos de edições anteriores:

festa-divino-2013-paraty-01festa-divino-2013-paraty-02festa-divino-2013-paraty-03festa-divino-2013-paraty-04festa-divino-2013-paraty-05festa-divino-2013-paraty-06festa-divino-2013-paraty-07festa-divino-2013-paraty-08festa-divino-2013-paraty-09festa-divino-2013-paraty-10festa-divino-2013-paraty-11festa-divino-2013-paraty-12festa-divino-2013-paraty-13festa-divino-2013-paraty-14festa-divino-2013-paraty-15festa-divino-2013-paraty-16festa-divino-2013-paraty-17festa-divino-2013-paraty-18festa-divino-2013-paraty-19festa-divino-2013-paraty-20festa-divino-2013-paraty-22festa-divino-2013-paraty-23festa-divino-2013-paraty-25festa-divino-2013-paraty-28

 

SOBRE O EVENTO

O ritual: levantamento do Mastro

Da casa do festeiro sai a procissão com as bandeiras, acompanhada pela Folia do Divino e pela Banda Santa Cecília, levando o quadro do mastro, a esfera que representa o mundo e a pomba. Ao lado da Matriz, o mastro é montado e erguido, e a procissão retorna à casa do festeiro.

Abertura da Festa: as procissões

No primeiro dia, a cidade é acordada de manhã pela Alvorada Festiva, com a Banda Santa Cecília percorrendo as ruas do Centro Histórico. À noite, precedida pelos foguetes, parte a procissão da casa do festeiro à igreja: a comissão da Festa segue à frente, tendo um lugar diferenciado na procissão e no altar da igreja, como reconhecimento pelos meses de trabalho.

A procissão, em que vão se alternando os versos cantados da Folia e os dobrados da banda, para em frente à casa de um devoto para apanhar a bandeira da promessa, e segue para a primeira ladainha na igreja. Após a missa, a procissão volta com as bandeiras, foguetes, banda e Folia para a casa do festeiro, deixando no caminho a bandeira da promessa na casa de outro devoto. Esse ritual se repetirá nos oito dias seguintes da novena.

Programação profana: a praça

Durante os dez dias de Festa, após as celebrações da novena, acontecem eventos populares na Praça da Matriz que, em relação à programação religiosa, é conhecida como programação profana ou popular. Competições esportivas, gincanas, concursos, apresentação de shows musicais, danças, cirandas e outras atrações participativas, que envolvem os moradores de Paraty.

A Gincana

Há alguns anos, surgiu em Paraty a vontade de algumas pessoas de organizarem uma gincana durante a Festa do Divino que possibilitasse a confraternização dos jovens, através de provas esportivas, culturais e solidárias.

Durante a gincana, as equipes executam provas solidárias, que visam estimular a conscientização para as questões sociais, buscando a humanização do indivíduo; além de provas culturais sobre a história local; esportivas e recreativas, que integram e estimulam a competição.

O sábado da Festa

O sábado começa às 07h00 da manhã na casa do festeiro, com a distribuição de carne aos pobres. Às 09h00 saem as bandeiras da casa do festeiro, acompanhadas pela banda de música, pela Folia e pelo povo, que percorrem as ruas da cidade e os bairros mais próximos, rua por rua, casa por casa, pedindo esmolas. É o Bando Precatório, que termina na hora do almoço.

O almoço do Divino

O almoço gratuito e popular inclui macarronada, carne assada com batatas, frango assado ou cozido, arroz e a tradicional farofa de feijão, preparados durante uma semana pelas cozinheiras do Divino. Após a benção do alimento, são servidos cerca de dez mil pratos. Todos comem de graça: um momento de confraternização e solidariedade em que se expressa o dar, receber e retribuir que são o cerne simbólico da Festa. Brincadeiras tradicionais ocorrem para as crianças na praça, com a presença dos bonecos folclóricos: Boi-de-pano, Miota, Peneirinha, Cavalinho.

Confira mais imagens:

festadodivinoparaty-pol-98festadodivinoparaty-pol-120festadodivinoparaty-pol-125festadodivinoparaty-pol-126festadodivinoparaty-pol-128festadodivinoparaty-pol-190festadodivinoparaty-pol-191festadodivinoparaty-pol-193festadodivinoparaty-pol-195festadodivinoparaty-pol-197festadodivinoparaty-pol-199festadodivinoparaty-pol-230festadodivinoparaty-pol-240festadodivinoparaty-pol-241festadodivinoparaty-pol-242festadodivinoparaty-pol-244festadodivinoparaty-pol-440festadodivinoparaty-pol-455festadodivinoparaty-pol-460festadodivinoparaty-pol-475festadodivinoparaty-pol-482festadodivinoparaty-pol-490festadodivinoparaty-pol-496festadodivinoparaty-pol-500festadodivinoparaty-pol-506festadodivinoparaty-pol-509festadodivinoparaty-pol-99festadodivinoparaty-pol-100festadodivinoparaty-pol-107festadodivinoparaty-pol-110

 

A Celebração de coroação do Imperador

Na noite do sábado, a procissão sai da casa do festeiro tendo à frente o menino que será coroado, os vassalos e os guardas, para a última ladainha da novena. Na Igreja Matriz, a corte imperial tem lugar especial no altar, com o trono do imperador já montado. Após o rito da Comunhão, o menino é chamado pelo Padre, e à frente da mesa do altar, de joelhos e de costas para o povo, os festeiros colocam sobre ele a capa, a sobrecapa, entregam-lhe o cetro, e ele é coroado. Após a missa, o imperador segue com sua corte para o Império, de onde assiste às danças folclóricas em sua homenagem: a Dança dos Velhos, das Fitas e o Marrapaiá de Cunha (congada).

O domingo: a Celebração de Pentecostes

O grande dia é anunciado pela alvorada de sinos e foguetes às 6h da manhã, acordando a cidade inteira para a Festa. Às 9h sai da casa do festeiro a procissão em direção à Igreja Matriz, com o imperador e seus vassalos à frente. Após a missa, ocorre a soltura simbólica de um preso. O imperador segue então com a procissão para a casa do festeiro, onde faz a distribuição dos doces para uma enorme fila, sobretudo de crianças, a sua espera.

Celebração de ação de graças: o encerramento

Por volta das 5h da tarde, mais uma vez a procissão com o andor do Resplendor do Divino Espírito Santo, bandeiras, Folia e banda, segue da casa do festeiro para a Igreja Matriz, para a Celebração de encerramento, em ação de graças. Durante essa missa, o Padre convida todos a saírem em procissão da igreja, nessa ordem: a cruz e os tocheiros, os estandartes dos santos festejados na cidade, o imperador, os vassalos e os guardas, o andor, o pároco, os festeiros e as bandeiras, a Folia, a banda e o povo.

A grande procissão percorre algumas ruas do Centro Histórico, parando em frente às outras igrejas, e retorna à Matriz. O Padre convida os festeiros ao altar para dar o testemunho sobre sua experiência na festa, apresenta o novo casal de festeiros, e chama a subir ao altar a nova comissão da Festa. O fitão e a bandeira são então entregues ao casal de festeiros novos, terminando a missa de encerramento de forma muito eficaz tanto para o fortalecimento e a perpetuação da fé quanto para o ciclo a Festa do Divino. O cortejo sai da igreja para a casa dos novos festeiros, onde lhes são passadas as insígnias da Festa, em cerimônia conduzida pela Folia do Divino.

Veja vídeos:

Nota © – Todas as imagens pertencem ao portal ParatyOnLine. Qualquer uso das fotos deve ter autorização do autor e proprietário: jornal@paratyonline.com

Comente esta matéria:

Responder

Seu email não será publicado.Os campos marcados são obrigatórios *

*