Home > Acontece > Centro Histórico de Paraty
Search
Filter by Custom Post Type
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in comments
Search in excerpt

Atalhos de busca: Hospedagem, Gastronomia, Eventos, Passeios, Praias, Centro Histórico

{ "homeurl": "http://www.paratyonline.com/jornal/", "resultstype": "vertical", "resultsposition": "block", "itemscount": 5, "imagewidth": 70, "imageheight": 70, "resultitemheight": "auto", "showauthor": 0, "showdate": 0, "showdescription": 1, "charcount": 3, "noresultstext": "Sem resultados.", "didyoumeantext": "Você quis dizer:", "defaultImage": "http://www.paratyonline.com/jornal/wp-content/plugins/ajax-search-pro/img/default.jpg", "highlight": 0, "highlightwholewords": 1, "openToBlank": 1, "scrollToResults": 1, "resultareaclickable": 1, "autocomplete": { "enabled": 1, "googleOnly": 0, "lang": "pt", "mobile": 1 }, "triggerontype": 1, "triggeronclick": 1, "triggeronreturn": 1, "triggerOnFacetChange": 1, "trigger": { "delay": 300, "autocomplete_delay": 310 }, "overridewpdefault": 0, "override_method": "post", "redirectonclick": 0, "redirectClickTo": "results_page", "redirect_on_enter": 0, "redirectEnterTo": "results_page", "redirect_url": "?s={phrase}", "settingsimagepos": "left", "settingsVisible": 0, "hresulthidedesc": "1", "prescontainerheight": "400px", "pshowsubtitle": "0", "pshowdesc": "1", "closeOnDocClick": 1, "iifNoImage": "description", "iiRows": 2, "iiGutter": 5, "iitemsWidth": 200, "iitemsHeight": 200, "iishowOverlay": 1, "iiblurOverlay": 1, "iihideContent": 1, "loaderLocation": "auto", "analytics": 0, "analyticsString": "", "show_more": { "url": "?s={phrase}", "action": "ajax" }, "mobile": { "trigger_on_type": 1, "trigger_on_click": 1, "hide_keyboard": 0 }, "compact": { "enabled": 0, "width": "100%", "closeOnMagnifier": 1, "closeOnDocument": 0, "position": "static", "overlay": 0 }, "animations": { "pc": { "settings": { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "results" : { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "items" : "fadeInDown" }, "mob": { "settings": { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "results" : { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "items" : "voidanim" } }, "autop": { "state": "disabled", "phrase": "poco", "count": 10 } }

Centro Histórico de Paraty

Passear pelo Centro Histórico de Paraty é entrar em outra época, onde o caminhar é vagaroso devido ao calçamento de pedras “pés-de-moleque” das ruas. Os cerca de 30 quarteirões do bairro são repletos de belíssimas construções dos séculos XVII e XIX, e pelas ruas de pedra irregular circulam, a pé (os carros apenas podem circular pelas vias que fazem limite com o Centro: Patitiba, Domingos G. de Abreu, Aurora e Rua Fresca), turistas do Brasil e do mundo inteiro, atraídos pela beleza da arquitetura típica do Brasil Colônia. 

As ruas foram todas dispostas do nascente para o poente e do norte para o sul. Não tem nenhuma delas reta, visando a defesa da cidade: os atacantes vindos do mar não conseguiriam ver se tinha alguém esperando no final da rua.  A presença das águas, com a invasão das marés na lua cheia, a cultura do café e da cana, o porto e seus piratas e a maçonaria determinaram o traçado do Centro Histórico de Paraty.
Conta a lenda que as “sinhás” (senhoras) da época, para evitar que os escravos olhassem para dentro das casas a través das janelas muito baixas, pediram colocar pedras irregulares (pé de moleque) no calçamento, assim eles deveriam olhar para baixo evitando quedas e tombos. 

Os casarões e sobrados foram requalificados como pousadas, restaurantes, bares, galerias de arte, lojas de artesanato e museus, em meio a apresentações de músicos populares, teatro, eventos e artistas de rua. À noite, a animação fica por conta dos bares com mesas na calçada e música ao vivo. 

Veja fotos:

centro_historico_1centro_historico_10centro_historico_11centro_historico_12centro_historico_13centro_historico_14centro_historico_15centro_historico_16centro_historico_17centro_historico_18centro_historico_19centro_historico_2centro_historico_3centro_historico_5centro_historico_6centro_historico_7centro_historico_8centro_historico_9

Todas as construções das moradias eram regulamentadas por lei, podendo pagar com multa ou prisão quem desobedecesse as determinações. As ruas, protegidas por correntes que impedem a passagem dos carros, preservam ainda o encanto colonial, aliado a um variado comércio e a expressões culturais e artísticas muito intensas.

A cidade foi fundada em 1667 em torno à Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, sua padroeira. Teve grande importância econômica devido aos engenhos de cana-de-açúcar (chegou a ter mais de 250), sendo considerada sinônimo de boa aguardente.

DEVEM SER VISITADOS:

– Chafariz do Pedreira: localizado na entrada do casco histórico, feito em mármore, foi iniciado em 1851 e inaugurado em 1853 pelo conselheiro Luis Pedreira do Couto Ferraz, então presidente da província do Rio de Janeiro, que, na ocasião, bebeu, em copo de ouro, as suas primeiras águas;
– Passos da Paixão: belos retábulos com pequenos altares embutidos nos centenários muros de pedra das casas e sobrados, são abertos apenas um dia no ano, em Semana Santa;
– Antiga Cadeia Pública: em frente ao Cais de Turismo. Atualmente sedia a Biblioteca Municipal Fábio Villaboim;
– Igrejas: Matriz de N. Senhora dos Remédios, Santa Rita de Cássia; Nossa Senhora das Dores (capelinha), Nossa Senhora do Rosário e São Benedito;
– Rua do Fogo: é uma das poucas ruas do Centro Histórico que conserva o seu primitivo nome. Comunica o Largo de Santa Rita à Rua Maria Jácome de Melo (da Lapa);
– Mercado do Peixe: localizado à beira-mar, em frente ao Cais de Turismo, na Praça da Bandeira. Comercializa peixe e frutos do mar;
– Rua da Praia: comunica o Mercado do Peixe à beira do rio Perequê-Açu. Em determinadas luas, é inundada pelas águas da maré alta, que refletem o seu casario, espetáculo que atrai a atenção dos turistas;
– Forte Defensor Perpétuo e Casa da Pólvora: o forte abriga o Centro de Artes e Tradições Populares de Paraty. Fica subindo a ladeira no final da Praia do Pontal;
– Capela da Generosa: localizada no Beco do Propósito, à margem do Rio Perequê-Açu (atrás da Pousada Aconchego).

Responder

Seu email não será publicado.Os campos marcados são obrigatórios *

*