Home > Atualidade > Destaques > Conheça a loja de artesanato do Quilombo do Campinho
Search
Filter by Custom Post Type
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in comments
Search in excerpt

Atalhos de busca: Hospedagem, Gastronomia, Eventos, Passeios, Praias, Centro Histórico

{ "homeurl": "http://www.paratyonline.com/jornal/", "resultstype": "vertical", "resultsposition": "block", "itemscount": 5, "imagewidth": 70, "imageheight": 70, "resultitemheight": "auto", "showauthor": 0, "showdate": 0, "showdescription": 1, "charcount": 3, "noresultstext": "Sem resultados.", "didyoumeantext": "Você quis dizer:", "defaultImage": "http://www.paratyonline.com/jornal/wp-content/plugins/ajax-search-pro/img/default.jpg", "highlight": 0, "highlightwholewords": 1, "openToBlank": 1, "scrollToResults": 1, "resultareaclickable": 1, "autocomplete": { "enabled": 1, "googleOnly": 0, "lang": "pt", "mobile": 1 }, "triggerontype": 1, "triggeronclick": 1, "triggeronreturn": 1, "triggerOnFacetChange": 1, "trigger": { "delay": 300, "autocomplete_delay": 310 }, "overridewpdefault": 0, "override_method": "post", "redirectonclick": 0, "redirectClickTo": "results_page", "redirect_on_enter": 0, "redirectEnterTo": "results_page", "redirect_url": "?s={phrase}", "settingsimagepos": "left", "settingsVisible": 0, "hresulthidedesc": "1", "prescontainerheight": "400px", "pshowsubtitle": "0", "pshowdesc": "1", "closeOnDocClick": 1, "iifNoImage": "description", "iiRows": 2, "iiGutter": 5, "iitemsWidth": 200, "iitemsHeight": 200, "iishowOverlay": 1, "iiblurOverlay": 1, "iihideContent": 1, "loaderLocation": "auto", "analytics": 0, "analyticsString": "", "show_more": { "url": "?s={phrase}", "action": "ajax" }, "mobile": { "trigger_on_type": 1, "trigger_on_click": 1, "hide_keyboard": 0 }, "compact": { "enabled": 0, "width": "100%", "closeOnMagnifier": 1, "closeOnDocument": 0, "position": "static", "overlay": 0 }, "animations": { "pc": { "settings": { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "results" : { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "items" : "fadeInDown" }, "mob": { "settings": { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "results" : { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "items" : "voidanim" } }, "autop": { "state": "disabled", "phrase": "poco", "count": 10 } }

Conheça a loja de artesanato do Quilombo do Campinho

artesanatoparaty-quilombo41Por Débora Monteiro*. Os turistas chegam a Paraty ansiosos por aproveitar o sol nas praias da região, relaxar em um passeio de barco pela Baía de Ilha Grande ou simplesmente se perder nas ruas do Centro Histórico.

Mas depois de alguns dias na cidade – em especial se São Pedro não ajudou muito e mandou raios e trovões para refrescar o final de semana – as pessoas acabam tendo a impressão de que pouco há para fazer por aqui, e isso é uma ideia absolutamente equivocada quando falamos de Paraty e dos múltiplos passeios que podem fazer moradores e quem está apenas de passagem por este ponto do mapa na Costa Verde.

Dica de Passeio

Pouco óbvio e localizado no caminho entre Paraty e Trindade, o Quilombo do Campinho é um convite para mergulharmos na História e apreciarmos o estilo de vida de moradores que começaram a criar raízes no lugar nos idos do século XIX. Batizado oficialmente como Quilombo da Independência, a comunidade mantém suas tradições para nos lembrar a tristeza da época da escravidão e a felicidade de um dia chegarmos a uma sociedade igualitária, de respeito e valorização dos usos e costumes nos quatro cantos do mundo.

artesanatoparaty-quilombo39artesanatoparaty-quilombo41artesanatoparaty-quilombo43artesanatoparaty-quilombo45artesanatoparaty-quilombo47artesanatoparaty-quilombo49artesanatoparaty-quilombo51artesanatoparaty-quilombo52artesanatoparaty-quilombo53artesanatoparaty-quilombo55artesanatoparaty-quilombo57artesanatoparaty-quilombo59artesanatoparaty-quilombo61artesanatoparaty-quilombo63artesanatoparaty-quilombo65

 

Nas paredes da loja de artesanato conhecemos personagens e cidadãos ilustres que lutaram para conquistar a liberdade e preservar a terra. Descendentes da resistência contra a colonização branca e o forte comércio que ajudou muitos poucos a enriquecer sobre a exploração de tantos que não tinham voz, artistas e artesãos expõem e vendem suas peças criadas com tanto carinho e normalmente trabalhadas com matéria-prima natural. Já encontrei por lá várias peças que me deixaram tentada a decorar toda a Sweet Paraty com a típica arte quilombola (eu adoro o que produzem as mãos de Margarida, artesã que tece a bela fibra do açaí até formar esculturas arredondas que podem adornar a sala, o quarto ou sustentar luminárias criativas e lindas de viver!).

Ao lado da loja construída de maneira tradicional encontra-se a Igreja de São Benedito, que por falta de sorte ainda não vi aberta para visitação. Logo adiante ouvimos as crianças tagarelarem entre os muros da escola. Em uma tarde de Outono fui convidada a almoçar no refeitório por alunos que me surpreenderam com tamanha hospitalidade. A inocência de me levar até a “tia” da escola foi a resposta de uma pergunta simples: onde ficava o famoso restaurante? Sim, eu queria almoçar, mas não filar a boia dos estudantes. Desfeito o mal-entendido, os pequenos se mostraram super alegres por poder aproveitar a hora do recreio para me mostrar as belezas vendidas na lojinha (depois descobri que o restaurante que fica em uma entrada mais adiante na estrada).

Como a primeira impressão é geralmente a que fica… Eu guardo com muito carinho a lembrança dessa visita ao endereço localizado no meio da Rio-Santos, sempre tão acolhedor. Essa é uma parada que merece fazer parte do roteiro de quem vem conhecer a mágica Paraty.

Quilombo da Independência

Rodovia BR 101 (Rio-Santos), Km 584 (a entrada fica na frente do Radar)

Horário de funcionamento:

Restaurante: de terça-feira a domingo, das 12h00 às 17h00.
Loja de Artesanato: todos os dias, das 09h00 às 17h00.
Lembre-se: lá eles não aceitam cartão de crédito ou débito!

* Débora Monteiro é jornalista, editora do blog https://sweetparaty.wordpress.com

Nota: © Todas as imagens pertencem ao portal ParatyOnLine. Qualquer uso deve ter autorização do autor e proprietário: jornal@paratyonline.com

Comente esta matéria:

Responder

Seu email não será publicado.Os campos marcados são obrigatórios *

*