Home > Atualidade > Arte & Cultura > Principal estrela da Flip, Michel Houellebecq cancela, outra vez, sua participação no evento

Search
Filter by Custom Post Type
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in comments
Search in excerpt

Atalhos de busca: Hospedagem, Gastronomia, Eventos, Passeios, Praias, Centro Histórico

{ "homeurl": "http://www.paratyonline.com/jornal/", "resultstype": "vertical", "resultsposition": "block", "itemscount": 5, "imagewidth": 70, "imageheight": 70, "resultitemheight": "auto", "showauthor": 0, "showdate": 0, "showdescription": 1, "charcount": 3, "noresultstext": "Sem resultados.", "didyoumeantext": "Você quis dizer:", "defaultImage": "http://www.paratyonline.com/jornal/wp-content/plugins/ajax-search-pro/img/default.jpg", "highlight": 0, "highlightwholewords": 1, "openToBlank": 1, "scrollToResults": 1, "resultareaclickable": 1, "autocomplete": { "enabled": 1, "googleOnly": 0, "lang": "pt", "mobile": 1 }, "triggerontype": 1, "triggeronclick": 1, "triggeronreturn": 1, "triggerOnFacetChange": 1, "trigger": { "delay": 300, "autocomplete_delay": 310 }, "overridewpdefault": 0, "override_method": "post", "redirectonclick": 0, "redirectClickTo": "results_page", "redirect_on_enter": 0, "redirectEnterTo": "results_page", "redirect_url": "?s={phrase}", "settingsimagepos": "left", "settingsVisible": 0, "hresulthidedesc": "1", "prescontainerheight": "400px", "pshowsubtitle": "0", "pshowdesc": "1", "closeOnDocClick": 1, "iifNoImage": "description", "iiRows": 2, "iiGutter": 5, "iitemsWidth": 200, "iitemsHeight": 200, "iishowOverlay": 1, "iiblurOverlay": 1, "iihideContent": 1, "loaderLocation": "auto", "analytics": 0, "analyticsString": "", "show_more": { "url": "?s={phrase}", "action": "ajax" }, "mobile": { "trigger_on_type": 1, "trigger_on_click": 1, "hide_keyboard": 0 }, "compact": { "enabled": 0, "width": "100%", "closeOnMagnifier": 1, "closeOnDocument": 0, "position": "static", "overlay": 0 }, "animations": { "pc": { "settings": { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "results" : { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "items" : "fadeInDown" }, "mob": { "settings": { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "results" : { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "items" : "voidanim" } }, "autop": { "state": "disabled", "phrase": "poco", "count": 10 } }

Principal estrela da Flip, Michel Houellebecq cancela, outra vez, sua participação no evento

O premiado autor francês afirmou à organização da Flip que problemas pessoais o impedem de viajar para o Brasil e pediu desculpas ao público. Houellebecq já havia confirmado e depois cancelado a participação na Flip em outra edição da festa, em 2011.

Um dos primeiros nomes internacionais a aceitarem o convite para a décima-primeira Flip, Houellebecq acertou sua vinda ao festival em setembro de 2012. De lá para cá, manteve contato regular com a Flip e com a Record, sua editora no Brasil.

O escritor falaria na Tenda dos Autores no sábado, dia 6 de julho, às 19h30. Este evento está cancelado. No mesmo horário, haverá uma mesa que ainda será divulgada, e que fará parte de uma série de debates que a Flip incluirá em sua programação para discutir os protestos e o atual momento político no Brasil

Ingressos

Os ingressos adquiridos para a Mesa 15 – Encontro com Michel Houellebecq, passam a valer automaticamente para a nova mesa que será realizada no mesmo horário e será anunciada em breve.

Aos que preferirem a restituição de seu dinheiro, pede-se a gentileza de entrar em contato com a Ingresso Rápido, responsável pela venda de ingressos da Flip 2013, pelo telefone 4003-2051, de segunda a sábado, das 9h às 22h.

De antemão, a Flip pede desculpas por eventuais contratempos que a mudança possa causar.

Sobre o escritor

Um dos autores mais polêmicos da França, Michel Houellebecq atingiu imensa projeção internacional pelo estilo cínico de seus romances e por declarações controversas sobre temas delicados, como pornografia, clonagem e religião.

Apesar da divergência que causa entre os críticos e leitores, Houellebecq conquistou o prestigiado Prêmio Goncourt 2010, com o romance O Mapa e O Território.

Com uma linguagem ácida e direta, o autor trata de um lado obscuro do final do século 20. Seus livros discutem a miséria afetiva da humanidade, herdada, segundo o escritor, dos valores disseminados pela geração hippie dos anos 60.

A crítica tem origem na própria história de Houellebecq: quando nasceu na ilha Reunião, departamento francês no Oceano Índico, foi abandonado com os avós pelos pais, que não pretendiam trocar a vida de viagens e amor livre pela responsabilidade de criá-lo.

Traduzidos para 12 idiomas, o autor já tem várias obras publicadas no Brasil, como Plataforma, Extensão do Domínio da Luta, A Possibilidade de Uma Ilha e Partículas Elementares, com o qual chamou a atenção do mundo nos anos 90.

Responder

Seu email não será publicado.Os campos marcados são obrigatórios *

*