Home > Atualidade > Meio Ambiente > A dois meses da Flip: Paraty se escreve com y

Search
Filter by Custom Post Type
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in comments
Search in excerpt

Atalhos de busca: Hospedagem, Gastronomia, Eventos, Passeios, Praias, Centro Histórico

{ "homeurl": "http://www.paratyonline.com/jornal/", "resultstype": "vertical", "resultsposition": "block", "itemscount": 5, "imagewidth": 70, "imageheight": 70, "resultitemheight": "auto", "showauthor": 0, "showdate": 0, "showdescription": 1, "charcount": 3, "noresultstext": "Sem resultados.", "didyoumeantext": "Você quis dizer:", "defaultImage": "http://www.paratyonline.com/jornal/wp-content/plugins/ajax-search-pro/img/default.jpg", "highlight": 0, "highlightwholewords": 1, "openToBlank": 1, "scrollToResults": 1, "resultareaclickable": 1, "autocomplete": { "enabled": 1, "googleOnly": 0, "lang": "pt", "mobile": 1 }, "triggerontype": 1, "triggeronclick": 1, "triggeronreturn": 1, "triggerOnFacetChange": 1, "trigger": { "delay": 300, "autocomplete_delay": 310 }, "overridewpdefault": 0, "override_method": "post", "redirectonclick": 0, "redirectClickTo": "results_page", "redirect_on_enter": 0, "redirectEnterTo": "results_page", "redirect_url": "?s={phrase}", "settingsimagepos": "left", "settingsVisible": 0, "hresulthidedesc": "1", "prescontainerheight": "400px", "pshowsubtitle": "0", "pshowdesc": "1", "closeOnDocClick": 1, "iifNoImage": "description", "iiRows": 2, "iiGutter": 5, "iitemsWidth": 200, "iitemsHeight": 200, "iishowOverlay": 1, "iiblurOverlay": 1, "iihideContent": 1, "loaderLocation": "auto", "analytics": 0, "analyticsString": "", "show_more": { "url": "?s={phrase}", "action": "ajax" }, "mobile": { "trigger_on_type": 1, "trigger_on_click": 1, "hide_keyboard": 0 }, "compact": { "enabled": 0, "width": "100%", "closeOnMagnifier": 1, "closeOnDocument": 0, "position": "static", "overlay": 0 }, "animations": { "pc": { "settings": { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "results" : { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "items" : "fadeInDown" }, "mob": { "settings": { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "results" : { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "items" : "voidanim" } }, "autop": { "state": "disabled", "phrase": "poco", "count": 10 } }

A dois meses da Flip: Paraty se escreve com y

O leitor acha que a grafia certa do nome da cidade é Paraty ou Parati? Afinal, as duas formas podem ser encontradas em placas de trânsito, documentos e até publicações históricas. Não bastasse, contribuindo com séculos de polêmica, a Flip, em seus primeiros anos, usou Parati.

A organização do evento achou que essa forma seria mais moderna, de aceitação mais fácil. Mas a maioria dos paratienses não quis abrir mão da tradição. Daí, nasceu a lei municipal de março de 2007, que oficializou a grafia do nome da cidade: Paraty se escreve com y. É o tal do passado, sempre dizendo presente.

Afinal, com a chegada do asfalto, a última cidade ao Sul do Estado do Rio começou, desde os anos 70, a ser inundada por turistas, pousadas, restaurantes e uma violenta desorganização urbana. Pela via cultural, concluiu-se, talvez fosse mais fácil, e barato, mobilizar não só corações, como esferas públicas e iniciativa privada.

A Flip foi criada com a intenção de obter um futuro possível para Paraty. Foi mudada a área de atuação (arquitetura e urbanismo) por uma que demandasse menos recursos (cultura e educação), mas que permitisse envolver pessoas e chegar ao objetivo, que é garantir as qualidades da cidade com turismo cultural e preservação.

Os 35 mil habitantes do município convivem bem com os turistas que visitam a cidade. Na época da Flip, sua festa maior, são esperados mais de 20.000 visitantes cada ano. Mesmo assim, uma vez que discordaram dos forasteiros -que insistiam em chamar Paraty de Parati, fizeram sua vontade valer.

Responder

Seu email não será publicado.Os campos marcados são obrigatórios *

*