Home > Parceiros > Colunistas > Cláudia Ferraz > Festa e tradição na Ilha do Araújo. Confira as imagens!

Search
Filter by Custom Post Type
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in comments
Search in excerpt

Atalhos de busca: Hospedagem, Gastronomia, Eventos, Passeios, Praias, Centro Histórico

{ "homeurl": "http://www.paratyonline.com/jornal/", "resultstype": "vertical", "resultsposition": "block", "itemscount": 5, "imagewidth": 70, "imageheight": 70, "resultitemheight": "auto", "showauthor": 0, "showdate": 0, "showdescription": 1, "charcount": 3, "noresultstext": "Sem resultados.", "didyoumeantext": "Você quis dizer:", "defaultImage": "http://www.paratyonline.com/jornal/wp-content/plugins/ajax-search-pro/img/default.jpg", "highlight": 0, "highlightwholewords": 1, "openToBlank": 1, "scrollToResults": 1, "resultareaclickable": 1, "autocomplete": { "enabled": 1, "googleOnly": 0, "lang": "pt", "mobile": 1 }, "triggerontype": 1, "triggeronclick": 1, "triggeronreturn": 1, "triggerOnFacetChange": 1, "trigger": { "delay": 300, "autocomplete_delay": 310 }, "overridewpdefault": 0, "override_method": "post", "redirectonclick": 0, "redirectClickTo": "results_page", "redirect_on_enter": 0, "redirectEnterTo": "results_page", "redirect_url": "?s={phrase}", "settingsimagepos": "left", "settingsVisible": 0, "hresulthidedesc": "1", "prescontainerheight": "400px", "pshowsubtitle": "0", "pshowdesc": "1", "closeOnDocClick": 1, "iifNoImage": "description", "iiRows": 2, "iiGutter": 5, "iitemsWidth": 200, "iitemsHeight": 200, "iishowOverlay": 1, "iiblurOverlay": 1, "iihideContent": 1, "loaderLocation": "auto", "analytics": 0, "analyticsString": "", "show_more": { "url": "?s={phrase}", "action": "ajax" }, "mobile": { "trigger_on_type": 1, "trigger_on_click": 1, "hide_keyboard": 0 }, "compact": { "enabled": 0, "width": "100%", "closeOnMagnifier": 1, "closeOnDocument": 0, "position": "static", "overlay": 0 }, "animations": { "pc": { "settings": { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "results" : { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "items" : "fadeInDown" }, "mob": { "settings": { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "results" : { "anim" : "fadedrop", "dur" : 300 }, "items" : "voidanim" } }, "autop": { "state": "disabled", "phrase": "poco", "count": 10 } }

Festa e tradição na Ilha do Araújo. Confira as imagens!

*Por Claudia Ferraz – Muita animação neste 18º Festival do Camarão, encontro tradicional na Ilha do Araújo. Termina amanhã, 26 de junho, com boa música e culinária caiçara. Fui hoje e acabei passando um sábado alegre e cheio de boas cenas. Veja as fotos.

Se você não foi, ainda dá tempo. Saem barcos o dia inteiro ali do cais da Praia Grande, a partir de 9 h 30. Tradicional da comunidade do Araújo, esse festival marca o fim do defeso do camarão e arrecada  fundos para a maior festa da Ilha, a de São Pedro e São Paulo, famosa por sua força religiosa e pela singela procissão de barcos dos pescadores da região.

No palco, este ano, a Velha Guarda de Paraty (veja fotos) cantou samba da melhor qualidade. O cardápio (claro, à base de camarão), motivou filas enormes, com toda a gente querendo tirar sua ficha para experimentar. Bobó, estrogonofe, casadinho, pastel…, além de doces caseiros, tudo feito e servido com entusiasmo por voluntários, a maioria moradores da Ilha.

Veio gente de todo lugar, das comunidades e cidades vizinhas,  turistas brasileiros e estrangeiros, crianças, muitas crianças (veja  fotos). E todo mundo fica à vontade nessa festa tradicional, pacífica e familiar que acontece na praia, sem luxo nenhum, mas cheia de brasilidade caiçara (isso sim, um GRANDE luxo, na minha opinião).

Entre uma música e outra, um bobó e depois um camarão à paulista, uma conversa aqui, outra ali, fui ver como está o cantinho mais cultural ali da Ilha do Araújo, junto à ótima e bem organizada biblioteca (veja a foto) criada sob a liderança de Almir Tã, uma referência local e um verdadeiro guardião da cultura caiçara.

Adorei constatar que continua ativo o grupo MULHERES CAIÇARAS EM AÇÃO, com sua produção caprichada de um artesanato bem típico e que este ano realiza sua 3ª exposição na história do Festival.  Priscila de Deus da Silva, de 19 anos (da Praia Grande), e Andrea Garrido, 50 (do Araújo), me contaram que elas “continuam firmes na criação de objetos, enfeites, bijuterias, utilitários”. “Fazemos com material local, fibra de bananeira, escama de peixe, papel reciclado”, detalhou a Priscila.

Vi coisas lindas ali, panos de prato e porta-guardanapos primorosos, bordados e enfeitados com fuxico; caixas de todo tamanho em papel reciclado; bolsinhas de tecido; colares e brincos com pedras e flores feitas de escamas, tantas ideias! (veja fotos).

Quero dar aqui meu recado a elas, essa equipe feminina que está sabendo trabalhar com graça e profissionalismo, dentro dos conceitos verdadeiros da sustentabilidade: Parabéns Priscila, Andrea, Eliana de Deus, Reginalda Alves Oliveira, Vanusa Vinhas, Carmem Pereira, Jorge e Almir Tã. Boas vendas e continuem criando!